Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão
Início do conteúdo

Visita Mediada Virtual do Apers mostra detalhes do acervo e do complexo arquitetônico

Publicação:

APERS prédio 1
Apers Prédio 1

Na manhã desta quarta-feira (7/4) ocorreu a primeira Visita Mediada Virtual do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS). Iniciativa da Divisão de Preservação, Acesso e Difusão e com elaboração e condução da servidora Clarissa Sommer Alves, historiadora do APERS e Analista em Assuntos Culturais, o tour virtual tem por objetivo apresentar o acervo e sua organização, a estrutura do complexo arquitetônico, os serviços por ele oferecidos, bem como a história do Arquivo. Trata-se de um serviço que já era prestado presencialmente e que, devido à pandemia, passa a ser oferecido virtualmente. 

Combinando fotos, vídeos e narração, a Visita Virtual inicia com a apresentação da Praça da Matriz, inclusive com resgate de fotos históricas, simulando uma caminhada até a porta do Arquivo Público. O complexo do APERS é formado por três prédios, ocupando uma área total de 5.300 m², sendo 4.374 m² de área construída.  Ao longo do tour, há imagens dos três prédios, do acervo e dos detalhes da construção, já que dois dos prédios foram especificamente construídos para o armazenamento de documentos.

 Assinados pelo arquiteto Affonso Hebert, são prédios compartimentados em galerias, com teto em forma de abóboda, piso vazado, estantes com 6 metros de altura com prateleiras de ferro revestidas de cimento, paredes com espessuras de até 1,2 metros, sistema natural de circulação de ar e exaustores elétricos. São características técnicas que visam melhor controle da temperatura ambiental e prevenção de incêndios. O jardim interno reforça a harmonia e costuma ser palco de atividades presenciais no APERS.

Completa a área do APERS o prédio frontal, na rua Riachuelo, 1031. Datado de 1950 e composto três andares, abriga os servidores do Arquivo, bem como a Sala de Pesquisa, o auditório e a Sala de Exposições Joel Abílio Pinto dos Santos; na qual ocorrem oficinas e exposições, por exemplo. Todo o conjunto arquitetônico do Arquivo Público formado foi tombado, em 1991, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado do Rio Grande do Sul (IPHAE – RS), como patrimônio cultural estadual. 

Ao longo da Visita Mediada Virtual, Clarissa Sommer foi apresentando detalhes do acervo, dos instrumentos de busca no site do APERS, apresentando projetos atuais como o Projeto Documentando a experiência da COVID-19 no Rio Grande do Sul , bem como rememorando preciosidades, como o documento mais antigo em custódia no Arquivo, uma Carta de Alforria, datada de 1763. 

Lembrando que o APERS é o órgão gestor do Sistema de Arquivos do Estado do Rio Grande do Sul - SIARQ/RS, a Visita Virtual também abordou perfil dos documentos custodiados, ferramentas de gestão documental como a Tabela de Temporalidade de Documentos e o Plano de Classificação de Documentos, ambos em fase de revisão através da parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

A Visita Mediada Virtual tem duração aproximada de uma hora, incluindo tempo para perguntas. A iniciativa é aberta a toda a sociedade gaúcha e ocorre pelo Google Meet, na primeira quinta-feira de cada mês, às 10h e às 14h. O agendamento deve ser realizado pelo email visitas@planejamento.rs.gov.br.

 

Comentários

Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul